SÉRIES | NOTÍCIA

What If...? | O que dizer dos cinco primeiros episódios?

Confira os pontos fortes e fracos dos cinco primeiros episódios de 'What If...?'

Geraldo Campos08 de set. de 2021Atualizado em 08 de set. de 2021

Se você está acompanhando "What If...?" sabe que muita coisa já foi revisitada e escrita com novos olhares. Mas será que até agora, entre esse primeiro e quinto episódio, toda a nova roupagem foi realmente boa? Vamos para algumas considerações desses episódios.

E Se... a Capitã Carter fosse a primeira Vingadora?

Marvel/What If...?/Divulgação

No primeiro episódio de "What If...?" a Marvel entrega uma releitura direta de 'Capitão América: O Primeiro Vingador', com a mudança na qual quem toma o soro do super soldado é a agente Carter, e não Rogers. É um primeiro episódio mais pé no são, mais contido, e que já mostra as muitas possibilidades com que o MCU pode trabalhar.

Em alguns momentos o episódio parece meio corrido, e o que ameniza isso é o fato dos personagens já serem bem conhecidos do publico. Apesar de não apresentar nada incrível, já pode cativar um bastante gente pela ideia de mudar eventos passados da cronologia dos heróis.

E Se... T`Challa se tornasse o Senhor das Estrelas?

Marvel/What If...?/Divulgação

O segundo episódio já começa a trazer maiores mudanças e derivações do que poderia acontecer. Aqui temos T'Challa como Senhor das Estrelas, e até Thanos como um dos mocinhos. A diferença é que existe um ar mais cômico se comparado com o primeiro episódio e até com os demais que se seguiram, que combina com os personagens, mas se afasta um pouco da seriedade que T'Challa costumava aparentar.

Porém, no geral, a história funciona muito bem e traz até personagens como Howard, O Pato, que reforça esse tom mais leve que cercam os acontecimentos.

E Se... O mundo perdesse seus heróis mais poderosos?

Marvel/What If...?/Divulgação

Esse é um belíssimo episódio que trabalha com um ambiente bem investigativo, se passando durante os eventos de 'Homem de Ferro 2', 'O Incrível Hulk' e 'Thor', e se dando a liberdade de juntar vários outros elementos. O episódio se debruça sobre Nick Fury e Viúva Negra que estão atrás de um misterioso assassino que vem eliminando os futuros Vingadores.

Existe um real clima de tensão e a reviravolta é bem bacana, de fato um episódio inteligente e que se destaca entre os melhores.

E Se... O Doutor Estranho perdesse o seu amor e não o controle das mãos?

Marvel/What If...?/Divulgação

Com Doutor Estranho a Marvel aproveita para brincar com a joia do tempo explorando o ego e psicológico de Stranger. Fala-se muito sobre os limites da magia, e o como a linha do temporal e multiverso funcionam.

Ele se limita um pouco mais aos elementos específicos de Doutor Estranho, mas em contra ponto faz o Vigia interagir com um outro personagem pela primeira vez. É um episódio muito competente, funcional e ajuda a situar ainda mais o espectador nos nuances do multiverso e do tempo.

E Se... Zombies!?

Marvel/What If...?/Divulgação

Finalmente um feito já clássico nas HQs tanto na Marvel quando na DC, de transformarem seus heróis em Zombies agora para uma série. Na HQ 'Marvel Zombies' a Marvel não é tão feliz assim, mas nas telas ela manda bem. Temos nesse episódio o que é simplesmente uma das melhores adaptações do Homem-Aranha, mas como nada é perfeito, é apresentado um Scott Lang muito chato e cansativo como alívio cômico.

Apesar disso, outros personagens tem destaque positivo como Hope e Bruce Banner, fazendo desse um dos melhores episódios junto ao terceiro, superando muitas das expectativas.